UMA “MÃOZINHA” DA TECNOLOGIA

0

Era o que faltava! Um “chef” robô que cozinha melhor do que muitos especialistas nessa área!

Por José Assunção Rodrigues Junior

Sempre que imaginamos uma casa automatizada, com todas as facilidades que podem tornar a vida mais segura, saudável e produtiva, não imaginamos que algo ainda mais incrível possa surgir. Mas assim é a automação: ela não cansa de nos surpreender.

Ao longo dos últimos anos, nos quais essa tecnologia foi se inserindo em nosso cotidiano, presenciamos o desenvolvimento de soluções que tornaram a vida sucessivamente mais prática. Porém, a empresa Moley foi além: creio que deve ter sido influenciada pela insistente comparação das residências automatizadas com a casa dos Jetsons.

 

À SUA ESCOLHA

A cozinha robotizada da Moley é completa e possui uma tela touchscreen, na qual o usuário escolhe a receita, disponibiliza os ingredientes em uma prateleira do próprio console e, em seguida, aciona um “chef” robô. A partir deste momento, entram em cena dois braços robotizados, que iniciam os preparativos da receita. É um sistema com muitas vantagens, já que isto exime o proprietário do peso da crítica: se o menu não agradar, a culpa é do programa; se agradar, o mérito é do anfitrião!

Caso alguém se interesse pelo “chef” robô, é possível comprá-lo por uma bagatela de aproximadamente 67 mil Euros (preço de lançamento). Segundo informações da própria empresa, este valor deve cair para uns 25 mil Euros nos próximos anos. Depois dessa, fico imaginando: será que os 67 mil Euros dão direito a um brinde especial, como um robô que lave os pratos e os guarde? Bem: creio que esse “mimo” eles ainda não inventaram…

 

PROJEÇÕES

Pelo preço deste robô, seria possível fazer um tour gastronômico por alguns países e provar da culinária que só alguns políticos brasileiros têm o privilégio de desfrutar, sem ter que lavar os pratos.

Outra coisa que me vem à mente: e os reality shows de culinária? Serão feitos com robôs, disputando qual a melhor tecnologia para produzir pratos maravilhosos? E a arrogância e a autoridade dos juízes? Como fica?

Uma ótima ideia, também – já que o robô faz a comida –, seria sair e fazer as compras, ficar na fila do supermercado, procurar vaga no estacionamento e pedir desconto no caixa. Seria pedir muito? Bem… O fato é que a imaginação é que move o mundo. Principalmente, quando ela se torna realidade!

Veja Também