UMA SEGUNDA OPÇÃO DE ILUMINAÇÃO

0
Fotos: (Por- Henrique Queiroga)

Como o pé direito dos imóveis está cada vez mais baixo surge uma nova forma de iluminar os ambientes

Geralmente, os projetos de iluminação das residências são projetados no teto dos imóveis, de forma centralizada ou espalhados na parte superior dos ambientes, projetando uma ampla luminosidade para os espaços, pois espalha a luz de forma uniforme.

No entanto, existem residências em que essa forma de iluminação é inviável. De acordo com a arquiteta Carmen Calixto, em ambientes onde se tenha alguma restrição ao rebaixo do forro, a distribuição de luz no teto pode ser um pouco mais complexa o que faz com que mudemos a forma tradicional de pensar a iluminação nos espaços.

“Existe outras formas de se conseguir uma iluminação eficiente e aconchegante na ausência de forro de gesso. As luminárias de parede, de mesa ou de piso entram em cena possibilitando os efeitos luminotécnicos mais variados, sem redução do pé direito e sem necessidade de execução de forro”, explica.

Para completar, a designer de ambientes Laura Santos ainda ressalta que, o uso de arandelas nas paredes também ajuda a dar ao espaço mais luminosidade, além de proporcionar mais beleza e elegância ao ambiente. “Quando você quer iluminar o ambiente, tendo uma luz mais forte e eficiente, a ideia das arandelas é uma boa opção, pois você consegue iluminar bem e trazer claridade para o ambiente como um todo, mas também propiciam uma iluminação mais cênica, criando personalidade e estilo para o espaço”, complementa.

Segundo a profissional, é fundamental saber aproveitar a iluminação de maneira que ela tire atenção do teto baixo e foque em elementos mais interessantes da decoração: “Isso dá mais charme ao ambiente e não deixa o projeto muito morno. Com estes artifícios de iluminação na parede e abajures, a gente consegue resolver bem esta questão do pé direito”, afirma.

E, para finalizar, Carmen enfatiza que a iluminação de parede também valoriza muito o revestimento e, quando é inserida em superfícies que tenham algum tratamento especial, a luz gera um efeito decorativo ainda mais bonito.  “Algumas opções interessantes são: papéis de parede, revestimentos cerâmicos, tintas especiais, cimento queimado ou mosaicos de madeira e pedra. O efeito de luz e sombra provocado pela luminária tende a valorizar a superfície”, encerra.

 

Veja Também