UM QUARTO PARA CRIANÇA LEVE E DIVERTIDO

0
Foto: (Divulgação)

Arquitetas usam projeto como exemplo para dar dicas de como decorar o quarto dos pequenos

Quarto de criança é sempre um lugar fofo de se ver, não é mesmo? Muitas vezes, os pais idealizam o espaço com bastante antecedência do pequeno e importantíssimo ocupante chegar, afinal, o ambiente deve ser leve, transmitir tranquilidade, mas, ao mesmo tempo, ser divertido.

E, como exemplo de uma decoração alegre e divertida, as arquitetas Devienne Contatto e Leila Caviquia da Conttato & Caviquia Arquitetura, separaram o quarto do pequeno Dom, de 5 anos, que foi projetado para atender às necessidades do morador.

Através de uma decoração, o espaço se concentra nas cores azul, vermelho e branco, que remetem ao estilo náutico. Entretanto, as arquitetas buscaram fugir do tradicional arranjo marinheiro feito apenas com tons claros e optaram por investir em pontos fortes de cor.

Com um design clássico, os móveis trouxeram à composição um ar bastante contemporâneo, proporcionando originalidade e harmonia. As arquitetas selecionaram algumas peças brancas, como o guarda-roupa e a cômoda. Já a mesinha de apoio abaixo da televisão é na cor vermelha, a poltrona e berço em tons de azul, causando um contraste com o restante do espaço, dando mais vida ao ambiente.

E pensando no passar dos anos, as arquitetas priorizaram a escolha do berço por um móvel que fosse prático, funcional e ainda que pudesse ser reaproveitado ao longo do crescimento do Dom, desta forma, é possível retirar as grades em volta da mobília e fazer com que ele se torne uma cama. “Com o passar dos anos as crianças crescem e suas necessidades passam a ser outras”, afirma Leila.

Vale destacar ainda, o papel de parede listrado foi aplicado em todo o quarto e ganhou um toque especial com a faixa decorativa com barquinhos que o cortam ao meio, exceto por uma parede entre as duas janelas que foi colorida pela tinta vermelha para alegrar ainda mais o espaço.

Outro cuidado das profissionais na criação do projeto, foi o de explorar ao máximo a iluminação natural do lugar. “Por ter nascido prematuro, é importante que o desenvolvimento do Dom aconteça em um ambiente arejado e com a presença da luz do sol”, encerra Devienne, que completa explicando que essa foi uma preocupação voltada também para a questão da saúde, devido a absorção de vitamina D, essencial para a imunidade.

 

Veja Também