O que são homebots ou robôs domésticos

A ERA DOS HOMEBOTS – OU ROBÔS DOMÉSTICOS

Em breve, poderemos interagir com equipamentos que se tornarão nossos “companheiros” cotidianos. Você sabe o que são homebots? Prepare-se: num futuro próximo, você estará convivendo com esses robôs domésticos!

O título deste texto parece o nome de um filme de ficção científica, mas trata de uma realidade que, em breve, vivenciaremos dentro de nossas casas. Então, prepare-se para conviver com os homebots! Mas o que são homebots ou robôs domésticos?

A partir do lançamento do sistema Alexa, pela Amazon, abriu-se um novo caminho para a tecnologia aplicada ao ambiente residencial, que esta sendo chamado de “ecossistema digital”, e no qual a interação e a integração dos dispositivos relacionados à Internet das Coisas e os sistemas de automação serão comandados por sistemas de Inteligência Artificial.

O que são homebots?

Estes equipamentos, que podem interagir com os usuários, tornando-se seus companheiros cotidianos, farão parte deste ecossistema digital. Chamados “homebots”, esses robôs podem não se parecer com os humanoides que vemos em filmes ou documentários sobre o Japão. Mas poderemos interagir com eles, o que tornará a vida um pouco mais prática.

A interação por voz oferecida pelo Alexa representou uma evolução muito mais rápida das tecnologias residenciais. E os descendentes do Alexa, irão interagir com todos os tipos de equipamentos que poderemos ter em nossas casas.

Robôs domésticos: uma nova experiência!

Os homebots utilizarão sistemas de Inteligência Artificial para “aprender” com os usuários, criando memórias de preferências e hábitos, os quais serão reproduzidos sempre que o usuário solicitar ou quando estiver presente no ambiente. 

Uma nova experiência será oferecida pelas residências em um futuro bem próximo, sejam elas “inteligentes”, “conectadas”, “espertas” ou como as queiramos chamar, utilizando o gerenciamento de suas funções por homebots que poderão oferecer maior eficiência e segurança.

Juntamente com a oferta desses dispositivos “inteligentes”, abre-se uma nova perspectiva para o mercado de tecnologia voltada aos serviços. Os homebots estarão presentes no ambiente residencial por meio de voz, como o Jarvis, ou mesmo, como humanoides, como os que encontramos no Japão, que poderão ser vendidos, alugados ou compartilhados.

Tendo esta visão de futuro, desde já, teremos que preparar nossas residências para receberem essas novas tecnologias quando estiverem disponíveis (e quando forem necessárias), planejando uma infraestrutura adequada, por meio da qual a arquitetura e a tecnologia possam oferecer os melhores resultados.

Por: José Assunção Rodrigues

You don't have permission to register

Cadastre-se e faça parte de nossa lista VIP!

Obtenha vantagens e descontos especiais de nossos parceiros.