SUA MAJESTADE, A BANCADA!

0

O móvel onde preparamos o jantar e batemos papo com as visitas

Foto: Ines Antich

Um lugar em que passamos boas horas do dia é a cozinha. Mas, para que a experiência seja ainda mais prazerosa, é preciso investir um tempinho para equipar e decorar o ambiente. Um elemento muito importante, por exemplo, é a bancada. Saindo da tradicional receita “parede + janela”, ela se tornou um elemento central, na qual o dono da casa pode preparar o jantar enquanto conversa com as visitas.

Por isso, é preciso muita atenção na hora de escolher a peça. Além da conformidade com o projeto de design, a dica é optar por um bom material, levando em conta os seguintes tópicos: estética, durabilidade, praticidade e higiene. Pensando no visual, Luciana Tomás, arquiteta paulistana, explica que a bancada deve combinar com tudo na cozinha. “Durante a fase do projeto, é sempre importante colocar juntas todas as amostras dos materiais. Azulejos, armários, revestimentos e a pedra da bancada devem apresentar harmonia entre cores e acabamentos”.

Ainda sobre os materiais, a arquiteta lista algumas características que devem ser consideradas. Embora bastante higiênico, o aço inox pode riscar com mais facilidade. Luciana indica, como boas soluções, o granito, o porcelanato e as pedras compostas, que podem atender as necessidades tanto à estética quanto a praticidade. E também é vital manter a higiene limpando a bancada de acordo com o material escolhido. Para limpar aço inox, opte por usar panos e buchas macias e evite produtos abrasivos. Se a opção for o granito, não empregue produtos abrasivos ou ácidos, que podem danificar a selagem da pedra (vinagre e refrigerante também estragam o material). Os porcelanatos devem ser limpos apenas com água e com detergente neutro. Por fim, as pedras compostas devem ser higienizadas apenas com água e detergente neutro.

Veja Também