Decoração genderless em quartos infantis

Decoração genderless: uma opção para quem busca um estilo “sem gênero”

Evitando os tradicionais “rosa” e “azul”, decoração “genderless” é uma opção inovadora para o quarto das crianças

Fotos Carlos Piratininga e Evelyn Muller

A decoração “genderless” (ou seja, “sem gênero”) é uma proposta inovadora e democrática para os quartos infantis. Nela, todas as cores – e não apenas os tradicionais “rosa” e “azul” – são bem-vindas na hora de se definir o “look” dos ambientes. A arquiteta Cristiane Schiavoni, por exemplo, costuma explorar os mais variados tons ao criar quartos para meninas e meninos.  

“Gosto sempre de aproveitar as possibilidades de cores e mobiliários versáteis, sem abrir mão do lúdico e da criatividade, características importantes para uma fase tão especial como a infância”, diz a especialista. A seguir, confira cinco projetos assinados pela arquiteta que abraçam essa tendência com criatividade e bom-gosto.  

Preto e branco divertido

Este quarto, que pertence à menina Luana (de oito anos), possui uma paleta cromática mais sóbria, com detalhes em roxo na composição. “Por conta da idade dela, primeiramente propus uma temática mais infantil”, recorda a arquiteta. “Mas me surpreendi quando a pequena se demonstrou bem madura para a idade e, por isso, partirmos para a transformação em um projeto mais jovem, sem perder a essência pueril”. Alguns dos atrativos do projeto são o papel de parede de poá, assim como a roupa de cama preta, que recebeu almofadas de diferentes cores, formatos e tecidos.

Decoração de ursos

Um quarto com decoração de ursos: este era o desejo da mãe de Bernardo, um bebê recém-nascido. Ao elaborar o layout do ambiente, Cristiane optou por uma paleta mais neutra, com forte presença de marcenaria, além de um papel de parede quadriculado. “Os elementos do quarto e as cores escolhidas se uniram em um resultado suave e aconchegante, sensações fundamentais para o quarto de um nenê tão novinho”, pontua a arquiteta. Desse modo, mais uma vez, foi possível idealizar um ambiente cheio de personalidade sem enfatizar o rosa ou o azul.

Brinquedoteca colorida

Este é o espaço de brincar dos irmãos Joaquim e Eduardo. Graças à criatividade de Cristiane Schiavoni, o ambiente ganhou uma atmosfera lúdica que combina perfeitamente com a infância. Com inspirações no método montessoriano, que prioriza o desenvolvimento da criança, a arquiteta apostou em uma parede geométrica e colorida, deixando a brinquedoteca mais bonita e encantadora. “Os tons da parede, que seguem pela paleta candy colors, garantem um visual inspirador, além de deixar o cantinho colorido”, explica Cristiane.

Branco delicado

Com uma paleta suave e clean, este é um quarto feito sob medida para a pequena Carolina, de 3 anos. “Todo o mobiliário, marcenaria e objetos foram escolhidos com muito cuidado, para adicionar mais aconchego e leveza na concepção do projeto”, enfatiza a arquiteta. Além de uma marcenaria muito bem pensada, com diversos nichos que expõem os brinquedos e objetos pessoais da criança, o destaque fica por conta das luminárias de nuvens, que também inspiram as sensações de bem-estar e acolhimento.

Quarto lúdico para gêmeos

Neste quarto, ocupado por um menino e uma menina de cinco anos de idade, a missão de Cristiane foi adaptar o espaço às duas crianças, sem ignorar a individualidade de cada uma. Assim, a arquiteta caminhou por diversos tons (como laranja, verde, azul, rosa e amarelo, entre outros), além de investir em uma decoração lúdica e compartilhada, com soluções parecidas para os gêmeos, mas que, ao mesmo tempo, priorizam o “mundinho particular” de cada um. “Eles compartilham o mesmo espaço, brincam juntos, mas também desenvolvem sua própria individualidade neste meio, já que possuem um armário e prateleiras próprias para guardar seus objetos pessoais e roupas, mas sem que as cores definam isto”, conclui a arquiteta.

You don't have permission to register

Cadastre-se e faça parte de nossa lista VIP!

Obtenha vantagens e descontos especiais de nossos parceiros.