3 DICAS PARA TER UMA ÓTIMA VARANDA PEQUENA

Com os apartamentos de pouca metragem ficando cada vez mais comum, as varandas são uma ótima maneira de ampliar o ambiente e remover a sensação de encaixotamento

O atual consumidor de imóveis possuí um perfil diferente atualmente. Querendo fugir do encaixotamento, que muitos prédios proporcionam, as pessoas colocam como prioridade que o empreendimento possua varanda. Para atender essa demanda, mesmo com os ambientes possuindo metragens mínimas, as construtoras adicionam o espaço, que acaba ocupando pouquíssimo espaço também.

Ao invés de desanimar com esses empecilhos, a melhor ideia é procurar uma solução. Os arquitetos Fernando Figoli e Patrícia Cillo, do escritório Figoli-Ravecca, e a arquiteta Ana Yoshida, acreditam que alguns detalhes podem fazer a diferença. “Uma boa dica é lançar mão de móveis compactos, que não atravancam a passagem e ocupam pouco espaço. Móveis compactos e versáteis, com vários usos, como banquinhos e pufes, são fáceis de levar de um lado para o outro e ocupam pouco espaço”, Afirma Ana.

Além da mobília, é preciso pensar na possibilidade de integração entre os ambientes, como a sala e a varanda por exemplo. Mas para isso ser realizado, é preciso ficar atento a algumas particularidades. De acordo com Fernando:  “Se a ideia for criar uma varanda como extensão da sala, convém usar o mesmo tipo de piso (com contrapisos na mesma altura, inclusive) para dar a sensação de amplitude e continuidade dos ambientes”.

Por fim, a disposição do que será usado é importante, mas ainda mais do que isso, o tamanho de cada móvel deve ser pensado. “Em vez de vasos no chão, prefira uma forma mais criativa, pendurado os vasos no teto ou criando uma parede verde”, finaliza Patrícia Cillo.